weiverton silva en Engenheiros e Técnicos, Engineers and Technicians, Engenharia e Indústria auxiliar administrativo 3/11/2016 · 1 min de lectura · 1,2K

Enem adiado em grande parte do Brasil

dia 31 de outubro, termina o prazo para a desocupação das 182 escolas onde seriam aplicadas as provas do ENEM 2016. No dia 19 de outubro, o MEC solicitou a desocupação voluntária das escolas para não prejudicar mais de 90 mil candidatos inscritos no ENEM 2016. As provas do ENEM 2016 serão aplicadas nos dias 5 e 6 de novembro.

A partir de amanhã, dia 1º de novembro, até as 12h, o Inep apresentará o relatório do Consórcio Aplicador do Exame informando as condições de todos os 16.476 locais que planejados para a aplicação das provas do ENEM 2016.

O Inep pretende publicar uma lista final informando todos os locais onde as provas do ENEM 2016 serão canceladas em função das ocupações realizadas pelos estudantes contra a reforma do ensino médio e contra a PEC. A lista final será divulgada a partir das 15h pelo Inep.

Em alguns estados, como no Paraná, a Justiça tentou um acordo com os movimentos estudantis para a desocupação de 500 locais de provas que seguem ocupados por estudantes e manifestantes contrários à medidas do governo federal em relação a educação. Porém, os acordos foram desfeitos por outras lideranças do movimento. Inicialmente, seria aplicado um mandato judicial de desocupação, mas os estudantes prometem resistir às ações de desocupação de modo pacífico e manter o movimento dos estudantil.

Sobre a preocupação do ENEM 2016 ser cancelado parcialmente ou totalmente (em caso de processo de remanejamento de locais de provas para os dias 5 e 6 de novembro), é mais provável que o Inep decida pelo cancelamento parcial nas escolas ocupadas, o que prejudicará mais de 90 mil estudantes que se prepararam para fazer as provas nos dias 5 e 6 de novembro.

Enem adiado em grande parte do Brasil